15/03/2018

SÓ UM DIA...PARA ...DIA DO PAI... 

DESCULPEM, MAS NÃO POSSO CONCORDAR...




Tenho Pai e sou pai... e preciso de mais que um dia, por ano... 
E como estamos a chegar ao dia do Pai, sinto que tenho o direito a reclamar.
Porque é que reduzimos tudo a um único dia, como se nesse  dia pudéssemos  recuperar tudo o que não fizemos, dissemos e amamos durante o ano todo?


ABAIXO OS "DIA DE..."

temos um dia para tudo e todos... porreiro... e nos outros dias...

Estou contra aos dias de... desculpem, mas estou contra a redução de qualquer coisa a um determinado período de tempo, na maior parte das vezes, demasiado breve, demasiado pequeno para tanto que temos a dizer, a fazer, a estar presente, a sentir o amor dos outros e a amar... é muito pouco tempo para dizer ao meu Pai que o amo e que lhe peço desculpas por não estar com ele o máximo de momentos que puder... é muito pouco um dia do pai. 

Sei que pode parecer um cliché, mas dia do pai deve ser todo o ano... e todos os momentos que tivermos podem e devem ser aproveitados ao máximo com o nosso pai ou com os nossos filhos, sendo pais... sei que temos muito trabalho, que temos os nossos filhos (esquecemos as vezes que deixamos os nossos filhos com os nossos pais) que temos a nossa vida... bem, sei isso tudo e também me justifico com muitas destas  e milhares de outras desculpas, não sou melhor que os outros... mas quero ser diferente e quero transmitir isso à minha filha... quero que ela sinta que sou filho a tempo inteiro, todos os dias, todos os meses, todo o ano e não apenas naquele dia...para que ela, mais tarde saiba fazer o mesmo e ter tempo para mim... e não quero só um dia por ano...




desculpem não escrever muito mais, nem recomendar muitas coisas, mas tenho que estar com o meu PAI, neste momento, neste segundo... pois não sei se ele está a precisar de mim... e estou a precisar de lhe dizer o quanto o amo, admiro e lhe agradeço... por tudo e pelo simples facto de ser meu pai, o meu mundo.

NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE ESTAR COM O SEU PAI, SEMPRE QUE POSSÍVEL E, SE POSSÍVEL, SEMPRE...




0 comentários :

Enviar um comentário